quarta-feira, 8 de abril de 2009

um grande beijo

A ausência faz-se sentir.

Um apertozinho no coração… Foram anos e muitos mais serão. Mimado. Cuidado e tratado, sem que nada faltasse. Embirrei, respondi, outras tantas nem respondi, calei e fiz silêncio, não te contei, não falei… A distância trouxe-me para a terra onde nasceste, há precisamente 50 anos. Meio século de vida, do qual pude compartilhar mais de metade, mais do que compartilhar eu recebi. Recebi todo o teu carinho. Agora, pela primeira vez tão longe, não posso dar o abraço que não dei, o beijo que mereces, retribuir tudo o que deste. Mas quero dizer obrigado. Quero que fique registado. Muitos PARABÉNS mãe. Adoro-te! Um grande beijo

6 comentários:

  1. Lindo! Lindo! Lindo! Lindo!
    Filho Maravilhoso.

    Partilho, no pouco que me cabe.
    Um grande beijo.

    O Pai

    ResponderEliminar
  2. Sim, a ausência faz-se sentir. Hoje, penso que pela primeira vez não estás perto de mim. Hoje, nos meus 50 anos estou um pouco mais só. no sentido de que tu, meu filho não estás comigo. Estás tão longe, nessa terra imensa onde nasci... onde foste parar por ironia do destino. Mas, continuas a ser um "doce" de pessoa, o filho que toda a mãe gostaria de ter, o filho que eu posso dizer com orgulho: "é o João, é o meu filho". Obrigado, por este comentário tão sentido, tão bonito. Também te adoro. Muitos beijos.

    ResponderEliminar
  3. Adorei primo. Fizeste-me chorar. Bjs Filipa Abreu

    ResponderEliminar
  4. Não há dúvida que os sentimentos são como as estrelas, nem sempre se vêem mas estão sempre lá! As palavras dizem tudo... e comovida tento dizer alguma coisa. És adorável! Geralmente só damos valor quando não temos e quando crescemos. Há mães e mães e a tua é cá uma MÃE primo. Adoro-te a ti e conheço-te desde a tua existência, andei contigo ao colo e passei as minhas férias em Coimbra para estar convosco. esta é só uma passagem da tua vida, cheia de vivências que te vão fazer enriquecer a todos os níveis, vais trazer memórias únicas...Lindo!!! A Tina

    ResponderEliminar
  5. ... quase que chorei!

    Obrigada João por te fazeres expressar de forma tão bonita à tua mãe...
    Por mais estranho que pareça, muitas vezes esquecemo-nos de agradecer e verbalizar o quanto amamos aqueles que nos são mais próximos...
    Mereces também tu os Parabéns pela "estranha coragem" de publicamente o fazeres!

    E claro, à minha querida Tia, resta-me sublinhar a amizade, o carinho, a bondade, a integridade e a inabalável dedicação, não só com os filhos mas também com os sobrinhos!

    ... pronto... e agora estou comovida!

    Bj mt gd, principalmente ao "primito luandês", que desbrava com coragem as terras dos seus pais!

    Sónia

    ResponderEliminar