terça-feira, 5 de maio de 2009

Sinto falta...

Quando se está longe sente-se a falta... eu...

Sinto falta. Sinto falta do frio. Sinto falta. sinto falta de regressar a casa. Sinto falta da mãe. Sinto falta do pai. Sinto falta da mana. Do Pedro, do João, do Eduardo e do Tiago. Da tia e do tio. Sinto falta da avó. Sinto falta dos primos. Da madrinha e do padrinho. Sinto falta de jogar futebol. Sinto falta da comida. Sinto falta da Ana, da Mafalda e do Álvaro. Sinto falta de correr. Sinto falta da Joana, da Carolina, do Zé, do outro João e do Gonçalo. Sinto falta de te olhar. Sinto falta do sr. António a servir o café. Sinto falta do metro a que me habituei. Sinto falta da música. Sinto falta de mais um João e outro Pedro, do Fernando e do Fernando. Sinto falta de pipocas. Sinto falta do meu cão. Sinto falta dos gatos. Sinto falta do Jaime e de ainda o outro Zé. Sinto falta do Sérgio. Sinto falta da Eleonora. Sinto falta. Sinto falta de mais um João. Sinto falta do Ricardo, sinto falta da paisagem. Sinto falta da Carina e da Maria. Sinto falta do cão do Pedro. Sinto falta da cidade. Sinto falta da Filipa. Sinto falta. Sinto falta do Luís. Sinto falta de telefonar. Sinto falta da Raquel. Sinto falta das cartas. Sinto falta da Inês. Sinto falta de tempo. Sinto falta do meu carro. Sinto falta do Júlio. Sinto falta de estar. Sinto falta do André. Sinto falta de ler. Sinto falta da Rita. Sinto falta de mais um Pedro. Sinto falta da salada. Sinto falta. Sinto falta do quarto. Sinto falta do Filipe. Sinto falta de aprender. Sinto falta da Teresa. Sinto falta de dar treino. Sinto falta. Sinto falta do Samuel. Sinto falta de horas de sono. Sinto falta da João. Sinto falta de todos os amigos. Sinto falta da Margarida. Sinto falta do vento. Sinto falta. Sinto falta de dar flores. Sinto falta do Rui e do António, do Gustavo e do Renato. Sinto falta do Bruno. Sinto falta de passar a ponte. Sinto falta da Rita e da Margarida. Sinto falta da mousse. Sinto falta da Carolina. Sinto falta daquele quadro. Sinto falta de que sintam a minha falta. Sinto falta de segurança. Sinto falta do Jorge. Sinto falta do resto da malta. Sinto a falta de mais um Ricardo. Sinto falta da mini. Sinto falta do Carlos e do Rogério, e ainda de mais um João. Sinto falta. Sinto falta da faculdade. Sinto falta do rio. Sinto falta da Sofia. Sinto falta do amigo do clube de vídeo. Sinto falta do sofá azul. Sinto falta de surpresas. Sinto falta do café. Sinto falta até de conhecidos. Sinto falta. Sinto falta da partida. Sinto falta da chegada. Sinto falta dos meus jogadores. Sinto falta de cinema. Sinto falta de passear. Sinto falta do cinema. Sinto falta das noitadas. Sinto falta do comboio. Sinto falta de todos os sorrisos. Sinto a falta de Portugal. Sinto a falta de tanta coisa. Sinto falta de sentir a tua falta. Sinto muitas vezes a falta de sentir qualquer falta.

11 comentários:

  1. Às vezes também é bom passar um tempo a sentir falta de tudo isso para que, ao voltar a casa, as coisas façam muito mais sentido..

    Beijinho de uma companheira inóvia madrileña!

    ResponderEliminar
  2. E nós aqui, sentimos falta de ti, dos teus abraços, do teu sorriso, das tuas brincadeiras, da tua ironia tão subtil. Sinto falta de te ouvir dizer. "Fatma... cha t' andar". Penso que até o Kiko tem saudades que lhe pegues ao colo. Mas, faltam apenas uns dias para podermos matar essas saudades todas. Vamos à contagem decrescente... Um beijo

    ResponderEliminar
  3. Só sentido verdadeiramente a falta se sabe o que é efectivamente sentir falta! Se não fossem os momentos em que existe um vazio em nós nunca saberiamos o que é estar preenchido.

    Daqui a prima que de ti sente sempre muita falta, quanto mais não seja por estar em Lisboa. Na verdade o tempo de ausência é o mesmo, mas existe mar e mar entre nós e é psicológico, sinto ainda mais falta.

    Vai valer a pena e daqui a uns tempos falaremos, Pula, primão!

    Tina

    ResponderEliminar
  4. Tanta tanta tanta falta... No Atlântico Norte,
    também muita falta, mas do João Miguel:

    Da sua quietude, do acordar, do chegar tarde, da
    TvSport, do futebol, do movimento com os seus Amigos, dos filmes , sempre o "cinema", dos avisos, das coisas feitas com paixão, dos problemas, do futuro "dele" e da famíla, dos conselhos recebidos, do seu quarto com muita vida, do descer das escadas, das palavras de confusão com a Rita, Mãe e eu próprio, dos "comes" na nossa esplanada, dos "nunca" pequenos-almoço,da preocupação discreta com todos, da inter-acção com os animais.

    Numa Palavra - SAUDADE, mas positiva, por boas causas pessoais,nacionais e com a esperança dum FUTURO MUITO FELIZ !!!

    Dum PAI tentando, hoje, estar sempre presente, contribuindo para que o teu e nosso "NÚCLEO DURO" arrisque sempre na FELICIDADE.

    Um grande beijo,

    Wander

    ResponderEliminar
  5. E não imaginas a falta que nos fazes...
    Até nós todos estamos cheios de saudades tuas...principalmente de nos fazeres rir com o teu geito calado, mas muito irónico.

    Vais ficar amassado e todo lambuçado quando chegares com tantos abraços e beijinhos...
    Um abraço do tamanho do mundo e beijinho muito fofinho.

    ResponderEliminar
  6. Também sinto falta de muita muita coisa. Porque é queima sinto falta, do ano do carro, do ano da cartola, do ano de caloiros, do ano do grelo…sinto falta do não-estudo no sindicato com algumas noites de terror e sessões espíritas, sinto falta dos croissants da baixa depois do estudo, sinto falta de uma cartada sobe e desce, sinto falta do teu bluff a jogar buraco, sinto falta das tuas piadas como o doido varrido debaixo do tapete do manicómio, sinto falta de dançar slow contigo em festas de garagem da casa branca, sinto falta de cantar Moulin Rouge no carro contigo que só a Carina gostava de ouvir, sinto falta de ouvir no rádio do teu carro aí vai RAUL, RAUL, RAAUUULLLL , sinto falta de muita coisa mas sinto mais falta é mesmo do meu amigo Abreu! Beijo enorme da Carol com saudade!

    ResponderEliminar
  7. Sentimos sempre falta de alguma coisa. Está na nossa natureza. Eu sinto falta de ti, e sinto falta de sentir falta de alguma coisa :)

    ResponderEliminar
  8. Aqui a malta também sente a tua falta!

    Esqueceste-te do kiko...

    Abraço.
    "L´homme que avez changer le monde".

    ResponderEliminar
  9. E nós sentimos a tua falta, João...

    ResponderEliminar
  10. Sem querer quebrar a onda do sentimentalismo, ao reler o teu blog senti-me especial. Da mesma maneira que não hesitaria em fazer-te o maior aqui na minha última Queima... Imagino que as conguitas te façam feliz, mas teria todo o prazer de te pagar uns belos copos aqui e só aqui nesta bela cidade de Coimbra. Diverte-te por aí e espero que estejas cá em tempo útil de partilhares a alegria do meu rasganço com a malta que já sabemos que lá estará!

    Abraço!

    ResponderEliminar
  11. Aqui também sentimos a tua falta... muita mesmo!!
    Na primeira 6a da queima fizemos uma jantarada do AbaSad.. faltas-te tu!!!
    Volta rápido João..
    Aproveita ao máximo porque embora sintas falta de tudo isto, isto continua igual..à tua espera!! Tens tempo de matar saudades..
    Beijo Grand Amigo**

    ResponderEliminar